Erika Januza é vítima de ataque racista: ‘Macaca e fedida’

FOTO: REPRODUÇÃO

Erika Januza se tornou mais um alvo dos ataques racistas nas redes sociais. A artista foi atacada pelo perfil fake no Instagram @amandasouza25_, que usou fotos da moça para fazer enquetes com discursos de ódio contra a atriz.

A princípio o perfil começou questionando seus seguidores: “Você odeia a Erika Januza?” e “Vocês acham que a Erika Januza fede?” foram algumas das perguntas feitas. Em seguida a moça chamou a global de macaca, feia, ridícula e fedida.

Reprodução: Instagram/ Arquivo Pessoal

Reprodução: Instagram

 

Através do seu perfil no Instagram a atriz desabafou sobre os ataques. Erika afirmou que a o fato dela ser atriz pode até proteger ela um pouco dos ataques, mas o preconceito é algo recorrente e a ofensa feita pela moça no perfil fake não diz respeito apenas a ela e sim a todos os negros.

O fato não é me incomodar especificamente com a moça ou com o post. É por um motivo maior. Eu vejo que quando se ataca um negro pelo simples fato de ser, você atacou todo um grupo. EU vejo assim. Um amigo me perguntou como eu estava, pois essas coisa mexem muito com o psicológico. Respondi: meu psicológico está calejado. Sou negra há 30 anos! A cada dia um novo desafio. Nao falo só por mim mas o cansaço é por ver coisas desse tipo todos os dias, com as mais diversas pessoas. Com todos os irmãos, pessoas de bem, homossexuais ou quem quer que seja que sofre algum tipo de preconceito. Só quem passa sabe, só quem ouve, lê, sente um olhar atravessado, sente alguém segurando mais forte a bolsa, te confunde com o funcionário da loja, enfim… são inúmeras as situações que podemos viver em nosso dia a dia.

 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Nao falo disso o tempo todo, pois acho que o respeito é o mínimo que devemos aos nossos semelhantes. Mas hj é um dia diferente, depois de uma postagem de meu amigo @caiopaduan Que me defendeu como sempre e agradeço muito, uma moça resolveu também deixar sua máscara cair e postou uma foto minha em sua rede social dizendo o quanto me odiava, além de fazer um comentário que infelizmente se faz mais presente a cada dia. Está aí nas fotos do meu post. O fato não é me incomodar específicamente com a moça ou com o post. É por um motivo maior. Eu vejo que quando se ataca um negro pelo simples fato de ser, você atacou todo um grupo. EU vejo assim. Um amigo me perguntou como eu estava, pois essas coisa mexem muito com o psicológico. Respondi: meu psicológico está calejado. Sou negra há 30 anos! A cada dia um novo desafio. Nao falo só por mim mas o cansaço é por ver coisas desse tipo todos os dias, com as mais diversas pessoas. Com todos os irmãos, pessoas de bem, homossexuais ou quem quer que seja que sofre algum tipo de preconceito. Só quem passa sabe, só quem ouve, lê, sente um olhar atravessado, sente alguém segurando mais forte a bolsa, te confunde com o funcionário da loja, enfim... são inúmeras as situações que podemos viver em nosso dia a dia. O fato de ser uma atriz ainda me proteje, um pouco, já que as pessoas me reconhecem, ou gostam de algum trabalho: aquela negra... é atriz. E aquela doméstica? E aquela gari? E aquela enfermeira? E aquela Advogada? SOMOS PESSOAS. Merecemos respeito. Estamos em uma nação onde mais da metade é composta por negros e com certeza tem um pouco de nós em todos O sangue em suas veias ou em alguma construção aí pela cidade. Fomos à base do trabalho de construção de muita coisa neste país as custas demuito sofrimento. Um dia ouvi de uma pessoa muito “importante”, não dá mais pra limpar o sangue do brasileiro. É!!! As pessoas dizem coisas assim. E ainda dizem que racismo é Mimimi. Esta doença está aí, latente. Às vezes oculta, mas latente. Eu não baixo minha cabeça. Me entristece, mas não me derruba. Representatividade! É necessária! Sigamos, firmes, fortes, corajosos.

Uma publicação compartilhada por Erika Januza (@erikajanuza) em 29 de Out, 2018 às 3:48 PDT

Outras notícias

CIDADE

Festa de aniversário de Salvador terá desfile de Ivete Sangalo na Barra

19 de Março de 2019

Programação é gratuita e tem eventos entre os dias 21 e 31 de março. Cajazeiras, Periperi e Rio Vermelho terão apresentações.

POLÍTICA

'Até quando o Rui Cost vai fechar os olhos para o quintal dele? ', questiona Marcelle Moraes sobre condições dos animais

18 de Março de 2019

POLÍTICA

Morre Epifânio Marques Sampaio, ex-prefeito de Muritiba

18 de Março de 2019

POLÍTICA

Bolsonaro recua e deve tratar da reforma da Previdência com ACM Neto

18 de Março de 2019

NOTÍCIAS

Altura da ponte Salvador-Itaparica é reduzida de 125 para 85 metros e preocupa setor náutico

18 de Março de 2019

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Moro vai ao Congresso entregar Projeto de Lei Anticrime 19 de Fevereiro de 2019

Rosa Weber pede manifestação de ministro da Educação sobre entrevista 15 de Fevereiro de 2019

Conta de Bruna Marquezine no Instagram é desativada em meio a postagens de carnaval 05 de Março de 2019

Ivete se fantasia e curte Carnaval como foliã em Salvador 05 de Março de 2019