Moro compartilha dados da Lava Jato com a Receita

FOTO: Reprodução

 

A Receita Federal e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) receberam do juiz Sérgio Moro a garantia de que poderão usar as provas obtidas na Operação Lava Jato para cobrar tributos devidos pelos delatores. A decisão, à qual o Estadão/Broadcast teve acesso, foi proferida depois de os órgãos cobrarem nos bastidores um esclarecimento do juiz sobre um despacho que vedava o uso dessas provas compartilhadas contra os colaboradores.Havia um temor de que a medida acabasse limitando a atuação dos procuradores da PGFN, órgão jurídico do Ministério da Fazenda, e dos auditores da Receita, já que as apurações para a cobrança de tributos tiveram as colaborações como ponto de partida. O primeiro despacho havia deflagrado um clima de insegurança nos dois órgãos, como mostrou a reportagem no fim de junho. O novo despacho de Moro, de 3 de julho, diz que o próprio Ministério Público Federal informou que “sempre alertou aos colaboradores e empresas lenientes de que o acordo não gerava benefícios na área tributária”. O juiz também lembrou que a Receita Federal tem “auxiliado significativamente os trabalhos de investigação no âmbito da Operação Lava Jato”. “Então deve ser permitida a utilização da prova pela Receita Federal para fins de lançamento e cobrança de tributos, mesmo contra colaboradores e empresas lenientes”, diz a decisão. O juiz ressalta ainda que a decisão se estende à PGFN. A Receita Federal já fez autuações no valor de R$ 14,6 bilhões relacionadas à Lava Jato. O Fisco e a PGFN fazem monitoramento para identificar se há risco de não pagamento devido à dilapidação do patrimônio desses devedores. Quando esse perigo existe, o órgão jurídico entra em campo para pedir o bloqueio de bens e assegurar a quitação do débito no futuro. As medidas cautelares deferidas já chegam a R$ 2,3 bilhões, parte delas tendo delatores como alvos. Os pedidos são feitos à Justiça do local de domicílio dos devedores.

Outras notícias

ESPORTE

Gilberto sai em defesa de Enderson, após eliminação do Bahia da Sul-Americana

22 de Fevereiro de 2019

O tricolor empatou em 0x0 com o Liverpool do Uruguai

NOTÍCIAS

Plataformas de transporte por aplicativos serão obrigadas a disponibilizar transporte de animais em Salvador

21 de Fevereiro de 2019

MUNDO

Guaidó vai à fronteira com a Colômbia garantir entrada de ajuda

21 de Fevereiro de 2019

POLÍTICA

ACM Neto anuncia Paulo Magalhães Jr. como novo líder do governo na CMS

21 de Fevereiro de 2019

NOTÍCIAS

MP-BA oferece denúncia contra padrasto de Eva Luana por estupro e tortura

21 de Fevereiro de 2019

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Moro vai ao Congresso entregar Projeto de Lei Anticrime 19 de Fevereiro de 2019

Rosa Weber pede manifestação de ministro da Educação sobre entrevista 15 de Fevereiro de 2019

Após festa acusada de racismo, Donata Meirelles pede demissão da Vogue 13 de Fevereiro de 2019

Grávida de sete meses, Ticiana Villas Boas decide o nome do bebê 13 de Fevereiro de 2019