Espetáculo de 730 anos da Universidade de Coimbra terá transmissão ao vivo por streaming

 

Divulgação

 

Mais antiga universidade de língua portuguesa e também uma das mais antigas do mundo, a tradicional Universidade de Coimbra celebra seus 730 anos neste domingo, dia 13, a partir das 19 horas (15 horas no Brasil), com um espetáculo que terá 73 harpistas portugueses e estrangeiros (36 presentes fisicamente e 37 atuando de forma remota, a partir de vários cantos do mundo), cada um representando uma década da instituição. O espetáculo “730 Anos da UC: 73 harpas no Mondego”, com direção artística e musical de Nuno Feist, vai acontecer no Pátio das Escolas e será transmitido ao vivo por streaming  https://uc.pt/emdireto

O concerto, adaptado de uma ideia original do produtor cultural baiano Christiano Bomfim e produzido pela Universidade de Coimbra, vai contar também com a participação da Orquestra da Tuna Acadêmica da UC (um dos mais antigos grupos da Academia), dos guitarristas Bruno Chaveiro (guitarra portuguesa) e Paulo Soares (guitarra de Coimbra) e dos cantores Marta Alves, Valter Mira e Yola Dinis. A apresentação do espetáculo – que integra o programa das comemorações dos 730 anos da Universidade de Coimbra – vai estar a cargo de Júlio Isidro.

“Trata-se de um espetáculo altamente simbólico, aberto à cidade, ao país e ao mundo, que convoca o diálogo “ousado” entre patrimónios materiais e imateriais (o espaço nobre do concerto, o Fado e a Língua Portuguesa), através de uma dinâmica que entrelaça a revisitação da história da Instituição e a cultura, permeada pela sensibilidade de artistas que com a UC se relacionaram, de D. Dinis, Camões e Nemésio, a Torga, Alegre e José Afonso. Sendo o ponto alto das comemorações dos 730 anos, o espetáculo marca ainda a rentrée cultural da instituição e a capacidade para adaptar-se a um contexto epocal particularmente complexo”, comenta o Vice-Reitor para a Cultura e Ciência Aberta, Delfim Leão.

“Foi um grande desafio construir um espetáculo desta dimensão, capaz de permitir, em cerca de hora e meia, uma viagem pela história da Universidade de Coimbra, da música e da poesia portuguesa. Estou seguro de que será uma noite memorável, que vai ficar na história da Universidade de Coimbra”, declara o maestro Nuno Feist.

Os bilhetes para o evento “730 Anos da UC: 73 harpas no Mondego” – com o preço único de 7,30 euros – vão estar à venda a partir de amanhã (terça-feira, 1 de setembro), na Loja da UC (situada no Colégio de Jesus).

O espetáculo – que será realizado no cumprimento das regras de distanciamento social, uso de máscara e demais medidas de prevenção  e contenção dos riscos de propagação da Covid-19 – conta com o Alto Patrocínio da Presidência da República e com o incentivo do Santander Universidades e tem como parceiros institucionais a Câmara Municipal de Coimbra, o Turismo Centro de Portugal, a Direção Regional de Cultural do Centro, o Instituto Confúcio da Universidade de Coimbra, a Associação Portuguesa de Harpa, a Associação RUAS – Recriar Universidade, Alta e Sofia e a Associação Glissando.

Outras notícias

NOTÍCIAS

TV Globo anuncia retorno do No Limite com ex-participantes do Big Brother

25 de Fevereiro de 2021

NOTÍCIAS

Vitória inicia preparação para enfrentar o Santa Cruz pela Copa do Nordeste

25 de Fevereiro de 2021

NOTÍCIAS

Militar pode assumir comando da Secretaria de Comunicação da Presidência

25 de Fevereiro de 2021

NOTÍCIAS

Pela primeira vez Bahia chega a 100 mortes por Covid-19 em 24 horas

25 de Fevereiro de 2021

NOTÍCIAS

COVID-19: Idosos e trabalhadores de saúde serão vacinados nesta sexta-feira (26)

25 de Fevereiro de 2021

Estratégia contempla com a primeira dose idosos a partir de 82 anos e trabalhadores de saúde; bem como completa o esquema vacinal dos trabalhadores vacinados na primeira etapa

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Advogado de Lula pede que juiz reconsidere acesso a sistema da Odebrecht 05 de Setembro de 2019

STJ analisa liberdade de Temer na próxima terça-feira 09 de Maio de 2019

Aos 98 anos, morre sambista Riachão 30 de Março de 2020

Preta Gil recebe alta após diagnóstico de coronavírus: ‘Estou curada’ 27 de Março de 2020