PF diz a Bolsonaro que ainda não há evidências da atuação de terceiros em atentado

Em reunião realizada ontem (25), a Polícia Federal informou ao presidente Jair Bolsonaro que, até agora, não há evidência da participação de outras pessoas além de Adélio Bispo no atentado cometido contra ele em setembro, durante a campanha eleitoral. A corporação explicou a Bolsonaro que o inquérito está em andamento e que ainda é preciso concluir a análise dos materiais apreendidos com o advogado Zanone Manoel de Oliveira Júnior, defensor do autor do ataque.

A reunião foi realizada duas semanas após o presidente cobrar da Polícia Federal uma solução para o caso. Estavam presentes o delegado federal responsável pelo caso, Rodrigo Morais, o diretor-geral da PF, Maurício Valeixo, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e o superintendente da PF em Minas Gerais, o delegado Cairo Costa Duarte.

Outras notícias

NOTÍCIAS

Marcelle Moraes denuncia utilização de gato para churrasco com grupo de amigos em Camaçari

14 de Janeiro de 2021

NOTÍCIAS

Geraldo Júnior recomenda "mutirão da fé, em casa" na Lavagem do Bonfim

13 de Janeiro de 2021

NOTÍCIAS

Deputado federal baiano recorre à Bolsonaro para ajudar trabalhadores da Ford de Camaçari

13 de Janeiro de 2021

NOTÍCIAS

Gripários de Salvador registram aumento na procura de atendimentos nos primeiros dias do ano

12 de Janeiro de 2021

NOTÍCIAS

Multicentros de Salvador ultrapassam marca de 130 mil atendimentos

11 de Janeiro de 2021

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Advogado de Lula pede que juiz reconsidere acesso a sistema da Odebrecht 05 de Setembro de 2019

STJ analisa liberdade de Temer na próxima terça-feira 09 de Maio de 2019

Aos 98 anos, morre sambista Riachão 30 de Março de 2020

Preta Gil recebe alta após diagnóstico de coronavírus: ‘Estou curada’ 27 de Março de 2020