Prisão enfraquece candidatura, mas Lula mantém liderança diz pesquisa Datafolha

FOTO: REPRODUÇÃO

A prisão de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) enfraqueceu sua candidatura à Presidência da República, é o que constata a mais recente pesquisa Datafolha, divulgada no início da madrugada deste domingo. Em janeiro, a mostra indicava que Lula tinha 37% da preferência dos pesquisados, na pesquisa divulgada hoje, que inclui o período de sua detenção na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, o petista registra 31% das intenções de votos no cenário mais favorável entre nove pesquisados.

Apesar da queda na pesquisa, Lula continua liderando a corrida ao Palácio do Planalto. O Datafolha traçou 9 cenários na corrida presidencial. Lula aparece em três deles e oscila entre 30% e 31%, na liderança, à frente do deputado Jair Bolsonaro (PSL), que varia entre 15% e 16%, e Marina Silva (Rede), com 10%.

No cenário com Lula, Joaquim Barbosa (PSB) aparece com 8%, Geraldo Alckmin (PSDB) com 6%, Ciro Gomes (PDT) com 5%, Alvaro Dias (Podemos) com 3%, Manuela D’Ávila (PCdoB) com 3%, Fernando Collor de Mello (PTC) com 1%, Rodrigo Maia (DEM) com 1%, Henrique Meirelles (MDB) com 1%, Flavio Rocha (PRB) com 1% e outros, como Paulo Rabello de Castro (PSC) não pontuaram. Brancos e nulos somam 13% e não sabem 3%.

Nos outros seis cenários, sem a presença do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Bolsonaro e Marina Silva aparecerem tecnicamente empatados. O deputado federal lidera com 17% e a ex-ministra oscila entre 15% e 16%.

Em todos os cenários sem o ex-presidente Lula, Ciro Gomes (PDT) alcança 9% das intenções de voto, empatado tecnicamente com o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB), que varia de 7% a 8%, e o ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Joaquim Barbosa (PSB), que oscila entre 9% e 10%.

Já o presidente Michel Temer (MDB), que revelou o desejo de concorrer à reeleição, aparece na mostra com apenas 2% das intenções de voto e o ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles, que deixou o PSD e migrou para o MDB, não passa de 1% das intenções de voto.

Na ausência de Lula como candidato do PT, o ex-prefeito Fernando Haddad registra 2% das intenções de voto e o ex-governador da Bahia Jaques Wagner tem 1%. Outros candidatos de esquerda que poderiam substituir Lula também registram desempenho pífio na atual pesquisa. Manuela D’Ávila (PCdoB) atinge 2% e Guilherme Boulos (PSOL) chega a apenas 1%.

A nova pesquisa Datafolha, que foi feita entre quarta, 11, e sexta-feira, 13, teve como base 4.194 entrevistas em 227 municípios. A margem de erro é de 2 pontos porcentuais para mais ou para menos e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa está registrada no TSE sob número BR-08510/2018.

Outras notícias

NOTÍCIAS

Mobilização recolhe mais de 100 quilos de lixo em praias da Cidade Baixa durante Lavagem do Bonfim

17 de Janeiro de 2019

Idealizada por Marcelle Moraes, campanha visou sensibilizar os frequentadores e comerciantes do local a respeito de objetos pequenos que acabam passando despercebido pelos banhistas e nas técnicas habituais de limpeza da concessionária responsável

NOTÍCIAS

Ambientalistas realizarão limpeza de praias da Cidade Baixa durante Lavagem do Bonfim

16 de Janeiro de 2019

Idealizada pela vereadora Marcelle Moraes, campanha visa sensibilizar os frequentadores e comerciantes do local a respeito de objetos pequenos que acabam passando despercebido pelos banhistas e nas técnicas habituais de limpeza da concessionária responsável

ESPORTE

Torneio de futebol vai reunir homens que superaram a obesidade após cirurgia bariátrica

16 de Janeiro de 2019

ECONOMIA

Benefícios do INSS acima do salário mínimo terão reajuste de 3,43%

16 de Janeiro de 2019

POLÍCIA

BCS Narandiba oferece curso preparatório para Enem 2019

16 de Janeiro de 2019

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Moro autoriza envio da Força Nacional ao Ceará 04 de Janeiro de 2019

Governador veta extinção do Instituto Pedro Ribeiro de Administração Judiciária 03 de Janeiro de 2019

Após forte chuva, estrutura de palco desaba e show de Anitta no Ceará é interrompido 14 de Janeiro de 2019

Famosos criticam mascaras de carnaval de Fábio Assunção: 'dependência é química caso sério' 11 de Janeiro de 2019