Deputado Marcell Moraes quer banir fogos de artifícios sonoros na Bahia

 
FOTO: Reprodução
 
 
A tradicional queima de fogos comum durante os festejos juninos no Nordeste afeta a qualidade de vida dos animais. Por isso, o deputado estadual Marcell Moraes (PSDB) quer banir os fogos de artifício sonoros na Bahia com o projeto de Lei 21381/2015. 
 
A matéria proíbe a “comercialização, uso, queima, soltura e manuseio de fogos de artifício, artefatos pirotécnicos, rojões e foguetes que causem poluição sonora como estouro e estampidos”. A proibição estende-se a todo o território do Estado da Bahia, em recintos fechados e ambientes abertos, em áreas públicas e locais privados. 
 
"Será que se fosse nós seres humanos que estivéssemos sofrendo alguma desordem à saúde por causa do barulho desses fogos já não teriam encontrado uma solução para diminuir as consequências? Então, porque os animais - seres vivos - têm que continuar penando para que uma tradição seja mantida?", questiona o parlamentar. Segundo a proposta, em caso de descumprimento a pena será a prisão de três meses a um ano e multa, aplicada em dobro em caso de reincidência. 
 
O texto visa promover também o bem-estar de idosos, crianças, pessoas com hipersensibilidade auditiva, pessoas dentro do espectro autista. 
 
O deputado ressalta que o projeto não tem a intenção de acabar com os espetáculos e festejos realizados com fogos de artifícios. "A problemática apenas visa em proibir que sejam utilizados e/ou comercializados artefatos que causem barulho, estampido e explosões, causando risco à vida humana e dos animais. O benefício do espetáculo dos fogos é visual e é conseguido com o uso de artigos pirotécnicos sem estampido, também conhecidos como fogos de vista”, conclui.
 
Efeitos colaterais do ruído de fogos - A queima de fogos de artifício causa traumas irreversíveis em animais, especialmente àqueles dotados de sensibilidade auditiva. Em alguns casos, os cães se debatem presos às coleiras até a morte por asfixia. Os gatos sofrem severas alterações cardíacas com as explosões e os pássaros têm a saúde muito afetada.
 
Os cães que não estão habituados ao barulho ou sons intensos, geralmente reagem mal aos fogos. Alguns cães mostram- se incomodados, mas outros podem mesmo desenvolver fobias e entrar em pânico. Em caso de animais silvestres tanto o clarão quanto a explosão matam os animais silvestres por estresse ou coração. Muitos, desorientados, buscam refúgio diante dos obstáculos que levam muitos a morte e alteram inclusive rotas de migração de aves interferindo diretamente no ciclo reprodutor.

Outras notícias

ESPORTE

Bahia e Ceará fazem primeiro duelo por vaga na final do Nordestão

21 de Junho de 2018

ESPORTE

Thiago Silva será capitão da Seleção Brasileira contra a Costa Rica

21 de Junho de 2018

ECONOMIA

Petrobras anuncia redução de 1,1% no preço da gasolina nas refinarias

21 de Junho de 2018

MUNDO

Trump volta atrás e assina decreto para acabar com a separação de famílias de imigrantes ilegais

21 de Junho de 2018

Decreto só se aplica a novos casos

POLÍTICA

Lula e Moro ficarão frente a frente de novo em setembro

20 de Junho de 2018

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

MP abre inquérito para apurar ação de segurança contra criança em shopping 13 de Junho de 2018

Empresário que chamou Paulo Souto de ‘bom filho da puta’ vai pagar R$ 295 mil em danos morais 07 de Junho de 2018

Ex-brothers Gleici e Wagner marcam data de casamento na roça 07 de Junho de 2018

Alinne Rosa e filho de Saulo são flagrados juntos em Lençóis 02 de Junho de 2018