Haddad critica "silêncio absoluto" do TSE sobre suposta compra de mensagens de WhatsApp

FOTO: REPRODUÇÃO

O candidato do PT à Presidência da República, Fernando Haddad, criticou na manhã desta sexta-feira (19) o "silêncio absoluto" do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sobre a denúncia publicada na quinta-feira (18) pelo jornal Folha de S.Paulo de que empresas compraram pacotes de disparos de milhões de mensagens via WhatsApp em apoio ao candidato ao PSL, Jair Bolsonaro (PSL), e contra o PT.

"Estamos a 10 dias do segundo turno. Se a Justiça tomar providências, podemos ter menos desequilíbrio no segundo turno do que teve no primeiro. O que aconteceu já é muito grave. Muitos parlamentares, uma parte do novo Congresso, foram eleitos com base nessa emissão de mensagens. Santinhos foram distribuídos em massa. É uma Justiça analógica para um crime digital",reclamou Haddad.

"Meu adversário não convive bem com jornalismo livre. Nós nem temos jornalismo livre", declarou Haddad, criticando a concentração dos veículos de comunicação.

Haddad também fez críticas à elite brasileira (que em parte apoia Bolsonaro). "Trata-se de um momento difícil porque a elite, que durante dois anos procurava o seu (Emmanuel) Macron (presidente da França), nos entregou Jair Bolsonaro, tamanha desproporção que existe entre um estadista, do qual você pode divergir, e uma pessoa que figura entre os piores parlamentares da história republicana".

Sobre a afirmação de Bolsonaro, de que o candidato do PSL já está "com a mão na faixa presidencial", Haddad classificou de "arrogância de quem é inexperiente".

Outras notícias

POLÍTICA

Bolsonaro chega nesta segunda à Suíça; Mourão assume a Presidência

21 de Janeiro de 2019

NOTÍCIAS

Último eclipse lunar total até 2021 poderá ser visto no Brasil nesta madrugada

20 de Janeiro de 2019

ECONOMIA

Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

20 de Janeiro de 2019

Confira as dezenas sorteadas: 04 - 28 - 29 - 30 - 43 - 52

ESPORTE

Bahia estreia no Campeonato Baiano contra o Flu de Feira

20 de Janeiro de 2019

POLÍTICA

Bolsonaro embarca hoje para Davos, em sua 1ª viagem internacional

20 de Janeiro de 2019

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Moro autoriza envio da Força Nacional ao Ceará 04 de Janeiro de 2019

Governador veta extinção do Instituto Pedro Ribeiro de Administração Judiciária 03 de Janeiro de 2019

Marcelo Yuka, fundador do grupo O Rappa, morre aos 53 anos 19 de Janeiro de 2019

Após forte chuva, estrutura de palco desaba e show de Anitta no Ceará é interrompido 14 de Janeiro de 2019