Bolsonaro define pelo menos 15 ministérios em novo governo; esporte dividirá pasta com educação e cultura

A equipe do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) avaliou fusões em ministérios que podem chegar de 15 a 17 pastas. Atualmente, há 29 ministérios. O ministério do esporte será fundido com a cultura e educação. O ministério do esporte vigorava de forma específica desde 1995. O primeiro ministro esporte foi o ex-jogador de futebol Pelé, considerado o maior de todos os tempos. Desde a sua criação, ao longo de 23 anos, foram 11 ministros. O atual é Leandro Cruz Fróes da Silva, que assumiu em 10 de abril deste ano. No governo Bolsonaro, haverá também o superministério de Economia, que englobará Fazenda, Planejamento e Indústria, Comércio Exterior e o da Agricultura, que juntará com o do Meio Ambiente, a Casa Civil também deverá se juntar a Secretaria de Governo, que será comandada pelo deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS). Ciência e Tecnologia, que terá como ministro o astronauta Marcos Pontes, será unido ao Ensino Superior. Também haverá a fusão do ministério da Infraestrutura com o de Transportes. Já o de Desenvolvimento Social unirá os Direitos Humanos e cogita-se uma mulher ligada a movimentos sociais para ocupar o cargo. Haverá ainda a fusão do ministério da Justiça com o da Segurança Pública, para onde se cogita o juiz federal Sérgio Moro. Há uma dúvida em relação ao Ministério da Integração Nacional, se este deverá juntar o das Cidades e de Turismo. Permanecerão separados os ministérios da Defesa, Trabalho, Minas e Energia, Relações Exteriores, Saúde e o Gabinete de Segurança Institucional.

Veja como será a composição dos ministérios no governo Bolsonaro:

1) Casa Civil com a Secretaria de Governo - Onyx Lorenzoni

2) Economia (fusão de Fazenda, Planejamento e Indústria, Comércio Exterior) - Paulo Guedes

3) Defesa - General Heleno

4) Ciência e Tecnologia (com ensino superior) - Marcos Pontes

5) Educação, Cultura e Esporte

6) Agricultura e Meio Ambiente

7) Trabalho

8) Minas e Energia

9) Relações Exteriores (está em discussão se será um diplomata ou alguém formado em relações internacionais)

10) Integração Nacional (ainda não está definido, mas deve juntar com Cidades e Turismo)

11) Infraestrutura, juntando com Transportes 12) Gabinete de Segurança Institucional (talvez mude o nome para ministro de Segurança Institucional, ao invés de ministro chefe do gabinete) - deverá ser um nome ligado ao Exército

13) Desenvolvimento Social junto com Direitos Humanos (pode ser uma mulher ligada a movimentos)

14) Justiça e Segurança

15) Saúde

Outras notícias

NOTÍCIAS

Último eclipse lunar total até 2021 poderá ser visto no Brasil nesta madrugada

20 de Janeiro de 2019

ECONOMIA

Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

20 de Janeiro de 2019

Confira as dezenas sorteadas: 04 - 28 - 29 - 30 - 43 - 52

ESPORTE

Bahia estreia no Campeonato Baiano contra o Flu de Feira

20 de Janeiro de 2019

POLÍTICA

Bolsonaro embarca hoje para Davos, em sua 1ª viagem internacional

20 de Janeiro de 2019

ESPORTE

Bahia anuncia a contratação do volante Douglas

20 de Janeiro de 2019

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Moro autoriza envio da Força Nacional ao Ceará 04 de Janeiro de 2019

Governador veta extinção do Instituto Pedro Ribeiro de Administração Judiciária 03 de Janeiro de 2019

Marcelo Yuka, fundador do grupo O Rappa, morre aos 53 anos 19 de Janeiro de 2019

Após forte chuva, estrutura de palco desaba e show de Anitta no Ceará é interrompido 14 de Janeiro de 2019