Câmara de Salvador aprova projeto que cria Medalha Irmã Dulce

De autoria de Joceval Rodrigues, condecoração será cedida às pessoas físicas, empresas ou instituições do terceiro setor com reconhecido trabalho desenvolvido na área social da capital baiana

A Câmara de Salvador aprovou na tarde desta quarta-feira (19) o Projeto de Resolução 65/19 que institui a criação da medalha Irmã Dulce no legislativo municipal. De autoria do vereador Joceval Rodrigues (Cidadania) a honraria será concedida às pessoas físicas, empresas ou instituições do terceiro setor com reconhecido trabalho desenvolvido na área social da capital baiana.

“Não haveria outra pessoa para dar nome a essa condecoração senão o da Irmã Dulce. Inegavelmente, ela desenvolveu um enorme e relevante trabalho em prol dos mais precisados de Salvador. Hoje, essa baiana foi reconhecida mundialmente pelas obras que promoveu e nossa Casa Legislativa tem a honra de prestar essa homenagem a essa mulher que foi e ainda é referência para todos nós na área de obras sociais”, justificou Rodrigues.

Durante a votação da matéria, o presidente da Câmara, o vereador Geraldo Júnior (SD), enalteceu a iniciativa do proponente do projeto e ressaltou a importância dos pares obedecerem um rigoroso critério para escolha dos homenageados com a nova condecoração. “Os condecorados com essa medalha com certeza terão que ser escolhidos de forma bastante criteriosa dado a grandeza de quem dá o nome a honraria. É um privilégio para essa Casa reconhecer aqueles que desenvolvem relevantes trabalhos na área social em nossa cidade”, comemorou o parlamentar.

A superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), Maria Rita Pontes, deve ser a primeira homenageada com a nova condecoração concedida pela Câmara. A data da Sessão Solene ainda será definida e amplamente divulgada.

Irmã Dulce - O Vaticano que reconhece um segundo milagre atribuído à Irmã Dulce e, com isso, ela será proclamada Santa. De acordo com a Arquidiocese de Salvador, o novo sinal milagroso tem relação com uma pessoa que dormiu cega e acordou enxergando.

Irmã Dulce será a primeira mulher nascida no Brasil a ser canonizada. Com a canonização ela será chamada de Santa Dulce dos Pobres, em reconhecimentos às obras de caridade e de assistência prestadas aos menos favorecidos e necessitados.

 

Outras notícias

NOTÍCIAS

Marcell Moraes defende eleições municipais via internet

20 de Maio de 2020

NOTÍCIAS

Nova tecnologia de cirurgia na coluna permite alta no mesmo dia de pacientes baianos

20 de Maio de 2020

NOTÍCIAS

Processo de regulamentação da atividade funerária avança na Bahia

18 de Maio de 2020

Vereador Joceval Rodrigues destaca momento como oportuno para outorgar dispositivo que regulamentará atividade na capital

NOTÍCIAS

Projeto prevê testagem rápida de todos trabalhadores de saúde em unidades baianas na saída de cada plantão

12 de Maio de 2020

Medida proposta pelo deputado estadual Samuel Júnior (PDT) visa preservar familiares e reduzir a tensão dos trabalhadores que atuam no enfrentamento à pandemia

NOTÍCIAS

Deputado Alex Santana reforça pedido de leitos de UTI para Jacobina

12 de Maio de 2020

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Advogado de Lula pede que juiz reconsidere acesso a sistema da Odebrecht 05 de Setembro de 2019

STJ analisa liberdade de Temer na próxima terça-feira 09 de Maio de 2019

Aos 98 anos, morre sambista Riachão 30 de Março de 2020

Preta Gil recebe alta após diagnóstico de coronavírus: ‘Estou curada’ 27 de Março de 2020