Especialista fala sobre cuidados para engravidar após uma cirurgia bariátrica

FOTO: REPRODUÇÃO

A obesidade é um dos fatores que dificultam a gravidez e aumentam os riscos de complicações para a mãe e o bebê 

Além de inúmeros riscos já conhecidos da obesidade, o excesso de peso também pode causar infertilidade, elevar as taxas de aborto e aumentar os riscos de uma gravidez com complicações, colocando a vida da mãe e do bebê em risco durante e após o parto. A obesidade é apontada pela Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) como um dos principais fatores de redução da taxa de fecundidade da população. “Ao considerarmos que quase um em cada cinco brasileiros sofre de obesidade e mais da metade da população adulta do Brasil, que reside nas capitais, está acima do peso, acreditamos que a tendência é que as taxas de fecundidade caiam ainda mais”, afirma o cirurgião bariátrico Erivaldo Alves, diretor do NTCO (Núcleo de Tratamento e Cirurgia da Obesidade). Segundo dados do IBGE, a taxa de fecundidade brasileira caiu 18,6% em dez anos.

FOTO: DIVULGAÇÃO

A produção de estrogênio, hormônio sexual feminino, tem relação direta com a gordura corporal, ou seja, a obesidade pode causar um desequilíbrio hormonal que afeta o ciclo ovulatório, diminui a capacidade reprodutiva e as chances de uma gravidez. Segundo o especialista, mulheres que sofrem de obesidade possuem um risco maior de complicações durante a gestação, a exemplo de hipertensão arterial e diabetes, além de parto prematuro.  “O ideal é que a mulher adote hábitos alimentares mais saudáveis e busque o seu peso adequado antes de engravidar. Em alguns casos específicos, a depender do grau de obesidade ou de doenças associadas, o tratamento cirúrgico é recomendado”, acrescenta o médico.  

“A recomendação é que a mulher submetida à bariátrica espere 16 meses antes de tentar engravidar ”, orienta Erivaldo Alves. É o tempo médio para que o novo corpo conquistado pela mulher, após a estabilização do emagrecimento, esteja pronto para uma gestação. O especialista ressalta a importância do acompanhamento multidisciplinar nos casos de gravidez pós-bariátrica. Além de toda a equipe médica que deve cuidar da gestante durante o pré-natal, é importante o acompanhamento com um nutricionista, uma vez que a diminuição do estômago pode causar perdas de nutrientes que afetem a saúde da mãe e do bebê.

Segundo Erivaldo Alves, a cirurgia bariátrica é bastante segura, mas apresenta riscos como qualquer procedimento cirúrgico. “Cada caso precisa ser avaliado cuidadosamente. A análise do paciente envolve vários exames clínicos e laboratoriais. É importante que o paciente esteja bem informado sobre o procedimento, o pré e o pós-operatório e os hábitos que terá que adotar após a cirurgia”, esclarece.

Sobre o NTCO

Com 16 anos de fundado, o Núcleo de Tratamento e Cirurgia da Obesidade (NTCO) atua no tratamento clínico e cirúrgico da obesidade e suas comorbidades. Como agente social na luta contra a doença, o NTCO conta com equipe multidisciplinar com cirurgiões, endocrinologista, oncologista, fonoaudiólogo, nutricionista, psicólogo, pneumologista, educador físico e fisioterapeuta, oferecendo todo suporte necessário para uma abordagem integral do paciente. A clínica é dirigida pelo cirurgião bariátrico, Erivaldo Alves, membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (SBCBM).

Outras notícias

POLÍTICA

Bolsonaro chega nesta segunda à Suíça; Mourão assume a Presidência

21 de Janeiro de 2019

NOTÍCIAS

Último eclipse lunar total até 2021 poderá ser visto no Brasil nesta madrugada

20 de Janeiro de 2019

ECONOMIA

Mega-Sena acumula de novo e pode pagar R$ 38 milhões na quarta-feira

20 de Janeiro de 2019

Confira as dezenas sorteadas: 04 - 28 - 29 - 30 - 43 - 52

ESPORTE

Bahia estreia no Campeonato Baiano contra o Flu de Feira

20 de Janeiro de 2019

POLÍTICA

Bolsonaro embarca hoje para Davos, em sua 1ª viagem internacional

20 de Janeiro de 2019

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Moro autoriza envio da Força Nacional ao Ceará 04 de Janeiro de 2019

Governador veta extinção do Instituto Pedro Ribeiro de Administração Judiciária 03 de Janeiro de 2019

Marcelo Yuka, fundador do grupo O Rappa, morre aos 53 anos 19 de Janeiro de 2019

Após forte chuva, estrutura de palco desaba e show de Anitta no Ceará é interrompido 14 de Janeiro de 2019