Cirurgia menos invasiva de coluna permite rápida recuperação de pacientes

FOTO: Carmo/Endoculona

Seminário apresentará aos profissionais baianos técnica moderna e inovadora utilizada em países como China, Estados Unidos e Alemanha

Todos os anos, cerca de 300 mil brasileiros são operados para tratar algum problema na coluna, de acordo com o Ministério da Saúde. O procedimento convencional, além de ser altamente invasivo e com a necessidade de anestesia geral, demanda um tempo médio de recuperação de dois meses. 

Em vez de bisturis e pinças, alta tecnologia com câmeras e instrumentos de proporção reduzida. Essa é a proposta da endoscopia da coluna. A técnica moderna realizada em países como China, Estados Unidos e Alemanha, além de algumas clínicas particulares em grandes centros brasileiros, agora estará disponível aos profissionais de Salvador.

Isso porque a capital baiana será sede da 1ª Jornada de Endoscopia de Coluna da Bahia. O evento acontece neste sábado (08), das 08 às 18 horas, no Hotel Intercity Aeroporto. Durante o seminário, os participantes assistirão a duas cirurgias ao vivo. 

De acordo com o diretor técnico do Bahia Spine Group, o ortopedista e traumatologista com especialização em Endoscopia da Coluna pela USP, Alexandre Machado Andrade, o procedimento pode proporcionar ao paciente alta médica no mesmo dia.

“Por esse método, após anestesia local e sedação é feita uma pequena incisão. Por ela é inserida uma cânula pela qual passará um dispositivo com uma pequena câmera acoplada. Dessa maneira, conseguimos retirar a hérnia e na maioria dos casos o paciente recebe alta no mesmo dia. Além disso, em 15, 20 dias normalmente ele pode retornar às suas atividades“, explicou.

Os interessados podem fazer a inscrição através do site https://www.sympla.com.br/i-jornada-de-endoscopia-de-coluna-da-bahia__525200 . O investimento é de 150 reais.

A modalidade - A cirurgia endoscópica da coluna é uma evolução da cirurgia tradicional, que utiliza cortes maiores na pele e acessa a coluna através de visualização direta. Durante o acesso cirúrgico tradicional estruturas importantes para a função normal da coluna são parcialmente ou completamente danificadas, em especial a musculatura e alguns ligamentos, causando dor e disfunção em alguns casos. Já na modalidade menos invasivas, com retratores especiais e uso de microscópio, é possível diminuir significativamente a agressão aos tecidos, diminuindo a dor pós-operatória e abreviando o tempo de recuperação.

A técnica é normalmente utilizada nas cirurgias de hérnia de disco na região lombar, podendo ser utilizada em descompressões medulares, em todas as regiões da coluna.

Outras notícias

POLÍTICA

Câmara de Salvador aprova projeto que cria Medalha Irmã Dulce

19 de Junho de 2019

POLÍTICA

Bahia pode receber recursos extra orçamentários para a saúde

19 de Junho de 2019

Aporte de verbas é resultado da articulação política do deputado federal Alex Santana em Brasília

POLÍTICA

Câmara de Cruz das Almas implanta CPI para investigar diversos problemas na Saúde do Município

19 de Junho de 2019

SAÚDE

Vereadora Marcelle Moraes alerta sobre o cuidado com os animais no período junino

19 de Junho de 2019

POLÍTICA

TJ-BA nega recurso do Grande Hotel Juazeiro contra o deputado Marcell Moraes

18 de Junho de 2019

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

STJ analisa liberdade de Temer na próxima terça-feira 09 de Maio de 2019

Justiça suspende leilão da Avianca marcado para amanhã 06 de Maio de 2019

Após mais de um ano sumido, Tiago Iorc lança álbum surpresa 05 de Maio de 2019

Leo Santana pede Lore Improta em casamento durante viagem a Dubai 25 de Março de 2019