Segundo dia de julgamento terá depoimento de Kátia Vargas

06 2017, 07h35

FOTO: DIVULGAÇÃO/ TJ-BA

Nesta quarta-feira, 6, às 8h, o salão do Tribunal do Júri, no Fórum Ruy Barbosa, no bairro de Nazaré, em Salvador, será palco do depoimento mais esperado pela Justiça baiana nos últimos quatro anos. Pela primeira vez, a médica Kátia Vargas, 49, processada pela morte dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes Dias, 21 e 23 anos, será questionada em juízo sobre o que aconteceu no dia do acidente.

Após dez testemunhas falarem na sessão desta terça, 5, sendo cinco de acusação e cinco de defesa, a previsão é que a ré seja questionada pela defesa e pela acusação. Ela, no entanto, poderá permanecer calada na sessão.

Depois, caberá ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) iniciar os debates entre as equipes de acusação e defesa, o que o Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) considera ser a reta final do julgamento.

Nesta fase, tanto a acusação – representada pelos promotores Adriano Assis e David Gallo e pelo advogado da família das vítimas, Daniel Keller – quanto a defesa, comandada pelo advogado José Luiz Mendes Oliveira Lima, poderão falar durante 90 minutos, seguidos por réplica e tréplica.

A previsão do TJ-BA é que a sentença seja proferida ainda nesta quarta, após a decisão dos jurados e da juíza Gelzi Maria Almeida de Souza, da 1ª Vara do Tribunal do Júri.

Entretanto, a médica Kátia Vargas não deverá ser encaminhada imediatamente ao presídio, porque, independentemente da decisão, recursos ainda poderão ser apresentados tanto pela defesa quanto pela acusação.

Comentar

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.