"Eu não toquei naquela moto", diz Kátia Vargas, ao afirmar que tentou ultrapassagem

FOTO/REPRODUÇÃO

Em depoimento à juíza Gelzi Souza, a médica Kátia Vargas confirmou que o condutor da moto, Emanuel, que levava a irmã Emanuelle, gesticulou quando ela estava parada no sinal, mas não sabia do que se tratava. O julgamento da médica ocorre no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, nesta quarta-feira (6).

A médica também explicou o que aconteceu em seguida: "ele estava na frente e eu atrás. Eu dei sinal de luz para ultrapassar e ele não saiu. Então, eu fiz menção de ultrapassar pela direita. Ele também fez menção de ir para a direita. Então eu voltei pela esquerda e ultrapassei. Não bati no fundo, na frente, nem no lado. Quando eu ultrapassei pela esquerda e voltei para a pista eu perdi o controle do carro. Depois não lembro de muita coisa".

"Eu acelerei o carro para ultrapassar a moto, não para alcançar a moto", disse a médica, que prosseguiu seu depoimento: "Quero dizer que em momento algum eu tive a menor intenção de causar nenhum acidente naquele dia. Eu não toquei naquela moto. Eu ultrapassei aquela moto completamente."

As informações são do site Bocão News. 

Outras notícias

ESPORTE

Torcedores ameaçam procurador do caso BA-VI

24 de Fevereiro de 2018

ECONOMIA

Acumulada, Mega-Sena pode pagar R$ 6,2 milhões neste sábado

24 de Fevereiro de 2018

CIDADE

Prefeitura reforça linhas de ônibus para concursos neste domingo (25)

24 de Fevereiro de 2018

SAÚDE

Dia D contra febre amarela acontece neste sábado em Salvador

23 de Fevereiro de 2018

Confira lista de postos

NOTÍCIAS

Avião fica preso na Estrada do Coco e causa caos no trânsito

23 de Fevereiro de 2018

Ver mais

Ivete posta foto amamentando gêmeas e fala em se afastar das redes sociais 20 de Fevereiro de 2018

Mc Loma cancela shows após exigir cachê 20 vezes maior 17 de Fevereiro de 2018

Bruna Marquezine se mudará para Paris após 'Deus Salve o Rei', segundo colunista 15 de Fevereiro de 2018