Começa hoje o Julgamento da médica Kátia Vargas

05 2017, 07h40

FOTO: REPRODUÇÃO

A exatos 1.517 dias depois do acidente, a família dos irmãos Emanuel e Emanuelle aguarda com expectativa o julgamento da médica Kátia Vargas, acusada de ter provocado o acidente que culminou nas mortes dos dois. Hoje(05), no Fórum Ruy Barbosa, em Salvador, ela será submetida a júri popular.

Uma das questões que precisam ser respondidas a partir de hoje, quando começar o julgamento, é o que aconteceu instantes antes de a moto ocupada pelas vítimas se chocar contra um poste no bairro de Ondina.

É que, apesar de câmeras da Avenida Oceânica terem registrado o momento seguinte à colisão, quando o carro da médica entra na contramão e se choca contra o portão do Ondina Apart Hotel, a imagem do momento em que o carro passa pela moto ocupada pelos irmãos é encoberta.

Outra questão que precisa ser respondida é se houve contato entre o carro da médica, um Kia Sorento branco, e a moto ocupada pelos dois irmãos. Também não há confirmação se, de fato, houve discussão entre Kátia Vargas e Emanuel antes da morte dos dois. A versão é apresentada por uma testemunha do caso.

Relembre o caso:

Os irmãos Emanuel e Emanuelle, com 21 e 23 anos, respectivamente, na época, morreram no dia 11 de outubro de 2013 após a moto pilotada por Emanuel bater contra um poste em frente ao Ondina Apart Hotel, na Avenida Oceânica.

Segundo testemunhas, a colisão aconteceu depois que os irmãos e a médica discutiram numa sinaleira antes do local do acidente, depois de a médica ter fechado a moto ao sair de uma rua transversal. Ainda segundo testemunhas, Emanuel teria batido no capô do carro e seguido logo após a abertura do sinal. Mas a médica, que estava na faixa ao lado e cujo sinal estava fechado, teria ultrapassado o sinal vermelho e ido atrás da moto. As imagens mostram o carro em alta velocidade seguindo a moto.

Comentar

* NÃO SERÃO AUTORIZADOS COMENTÁRIOS COM PALAVRAS DE TEOR OFENSIVO COMO XINGAMENTOS, PALAVRÕES E OFENSAS PESSOAIS.