Saúde alerta sobre importância do preservativo e imunização para evitar HPV

FOTO: REPRODUÇÃO

Dados preliminares de um estudo divulgado pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (27), estimam que Salvador é a capital brasileira com maior prevalência de HPV. A pesquisa amostral concluiu que sete em cada dez soteropolitanos entre 16 e 25 anos de idade estão infectados com vírus que pode causar o câncer de colo de útero e de outros tipos de tumor.

De acordo com Adriana Miranda, coordenadora da Atenção Primária de Salvador, a prática de comportamentos de risco relatados pelos indivíduos entrevistados no estudo podem contribuir para elevada prevalência na capital baiana. “Dos 291 participantes da pesquisa no município, apenas 44% declararam fazer uso habitual de preservativo. Além disso, 88% dos entrevistados informaram que fazem ingestão regular de bebidas alcoólicas, outro aspecto que amplia a vulnerabilidade para realização do sexo desprotegido. Se entendermos que se trata de um público sexualmente ativo e que a maioria tem mais de um parceiro, faz com que o risco de transmissão seja bastante elevado”, declarou.

A Secretaria Municipal da Saúde oferta gratuitamente preservativos masculinos e femininos em todas as unidades básicas da capital, de segunda a sexta-feira, das 08 às 17 horas.

Vacinação - A gestora destacou ainda sobre a importância da vacinação como forma eficaz para redução da incidência na capital. “Desde 2014 que Salvador incorporou a estratégia de imunização contra o HPV. Desde então, historicamente temos apresentado uma baixa adesão à estratégia. É importante que pais, responsáveis e instituições de ensino estejam unidos para juntos conseguirmos sensibilizar nossos jovens sobre a importância da vacinação”, informou.

As doses do imunobiológico estão disponíveis para o público alvo – meninos de 11 a 13 anos e maninas 9 a 14 anos - de segunda a sexta-feira, das 8 às 17 horas, nos postos da rede básica. Três doses da vacina são necessárias para proteção integral contra o vírus.

Tratamento - Os pacientes com diagnóstico positivo para HPV na capital baiana recebem todo o suporte necessário para o tratamento, inclusive, com a dispensação dos medicamentos retrovirais totalmente gratuitos no Serviço Municipal de Assistência Especializada (Semae), na Liberdade, e no Centro de Testagem e Aconselhamento Marymar Novais (CTA), no Dendezeiros.

Outras notícias

POLÍTICA

Haddad critica "silêncio absoluto" do TSE sobre suposta compra de mensagens de WhatsApp

19 de Outubro de 2018

POLÍTICA

Agências de mensagens e Flávio Bolsonaro são bloqueados no WhatsApp

19 de Outubro de 2018

ESPORTE

Bahia x Atlético-PR: venda de ingressos em pontos físicos abre neste sábado

19 de Outubro de 2018

POLÍTICA

Candidatos declaram gastos de R$ 3 mi com WhatsApp

19 de Outubro de 2018

NOTÍCIAS

Rede de trilhas de 18 mil km começa a ser construída no Brasil

19 de Outubro de 2018

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

TJ-BA aumenta vale-alimentação de servidores, juízes e desembargadores para R$ 1,1 mil 02 de Outubro de 2018

Supremo dá aval à terceirização irrestrita 31 de Agosto de 2018

Bruna Marquezine confirma fim de namoro com Neymar 18 de Outubro de 2018

Aeronave que transportaria cantora Cláudia Leitte é interditada pela ANAC 18 de Outubro de 2018