População deve estar atenta ao risco de trombose em longas viagens

FOTO: REPRODUÇÃO

As férias estão próximas e o momento é propício para viagens. Se a sua escolha envolver qualquer destino distante fique atento para o risco de Trombose Venosa Profunda (TVP). O principal fator causador da doença é o longo período que o passageiro permanece sentado. E é então que a formação de coágulos de sangue acontece.

No último dia (17), a atriz Suzana Viera (74) ficou internada durante cinco dias após sentir dores nas pernas durante um voo dos Estados Unidos para o Brasil. A artista foi diagnosticada com trombos na perna.

Segundo o angiologista, Thiago Lemos, a incidência mais comum da TVP, cerca de 90% dos casos, é nos membros inferiores. "Em aproximadamente 90% dos casos, a trombose venosa profunda ocorre nas pernas, devido à alguns fatores como regime de baixo fluxo sanguíneo, maior quantidade de sangue contido no sistema venoso dos membros inferiores e influência da gravidade", afirma o médico.

Ainda de acordo com o especialista outros fatores como hereditariedade favorecem o surgimento dos trombos. “O fumo, o sedentarismo e a obesidade, além dos problemas relacionados, como as alterações do colesterol e triglicérides, podem aumentar a viscosidade do sangue tornando-o mais "grosso" e vulnerável a formação dos trombos”, declarou.

Tratamento

A rede municipal de saúde oferece atendimentos com médicos angiologistas, esses profissionais vão detectar o quadro clínico. A partir do diagnóstico o cidadão será orientado a realizar o exame Doppler Venoso de membro inferior para detecção precoce da trombose. Em casos emergenciais, o anticoagulante é administrado para evitar a progressão do trombo e a embolia pulmonar. 

Algumas atitudes como levantar, caminhar e se movimentar já diminuem as chances de potencialização para a coagulação do sangue. “Nos casos que já há um histórico de trombose, é altamente recomendável consultar um médico antes de viajar, principalmente a longas distâncias. O cidadão com potencial de trombo pode estar indo ao banheiro do transporte que esteja se locomovendo, por exemplo. O uso da meia elástica também é um fator mecânico que auxilia no retorno venoso e evita o acúmulo de sangue nas veias”, recomenda Thiago.

Nos casos mais graves da doença, o trombo se desloca, chega ao pulmão, causando embolia, que pode levar à morte. “O trombo sai de veias importantes na coxa e na região pélvica e vai para onde os vasos diminuem de tamanho. Sai da perna, passa pelo coração e chega ao pulmão, onde a trama arterial diminui e faz a embolia”, explica.

Outras notícias

FAMOSOS

Após cinco anos, Schumacher não está mais em coma e não respira por aparelhos

18 de Dezembro de 2018

FAMOSOS

Simone e Simaria realizam demissão em massa de funcionários e surgem boatos de separação, diz colunista

18 de Dezembro de 2018

JURÍDICO

CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 para magistrados

18 de Dezembro de 2018

POLÍTICA

Guedes e governadores discutirão reforma da Previdência em janeiro

18 de Dezembro de 2018

NOTÍCIAS

Dias antes do Festival da Virada, Embasa libera lançamento de esgoto na praia da Boca do Rio

18 de Dezembro de 2018

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

CNJ aprova novo auxílio-moradia de até R$ 4.377,73 para magistrados 18 de Dezembro de 2018

TSE arquiva ação em que PT pedia inelegibilidade de Bolsonaro 13 de Dezembro de 2018

Após cinco anos, Schumacher não está mais em coma e não respira por aparelhos 18 de Dezembro de 2018

Simone e Simaria realizam demissão em massa de funcionários e surgem boatos de separação, diz colunista 18 de Dezembro de 2018