Salvador foi o destino nacional mais vendido em 2020, aponta associação

Reprodução/ BNews

 

De acordo com a divulgação do anuário da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (BRAZTOA), Salvador foi o destino mais vendido nacionalmente em 2020, seguido de Maceió e Natal (2º) e Rio de Janeiro e São Paulo (3º). Somente o Nordeste recebeu cerca de 2 milhões de turistas através das operadoras da Braztoa, representando 70% das vendas nacionais. 

De acordo com a prefeitura, para Salvador voltar a ser escolhida pelo turista foi necessária a realização de ações para mostrar ao visitante a importância de conhecer ou voltar à cidade. Segundo a gestão municipal, isso foi possível devido à adoção da estratégia de marketing turístico na promoção do destino, que inclui as campanhas digitais em formato de webseries que conquistaram milhões de visualizações. 

Para o titular da Secretaria de Cultura e Turismo (Secult), Fábio Mota, os resultados são gratificantes pelo esforço realizado pela administração municipal de resgate da cultura e do orgulho dos soteropolitanos em receber os turistas. "Isso é fruto de um trabalho realizado desde 2013, onde Salvador foi completamente reconfigurada e essa transformação possibilita que o destino turístico esteja mais estruturado para seus residentes e preparado para receber os visitantes. A cidade agora está passando a colher os louros dessas ações de requalificação que foram feitas nos últimos anos contemplando o patrimônio cultural, artístico e turístico da capital”, avaliou. 

Turismo inteligente

Na semana passada, a capital baiana foi uma das cidades escolhidas para participar de um projeto-piloto de Destino Turístico Inteligente (DTI) do Brasil, criado pelo Ministério do Turismo (MTur). A iniciativa tem como objetivo ampliar a competitividade dos destinos turísticos, melhorando e potencializando o desenvolvimento do turismo tecnológico, sustentável e acessível, além de apresentar destinos mais competitivos, atraentes e inovadores, tanto para os visitantes como para os residentes. 

O modelo metodológico foi criado a partir de uma parceria com o Instituto Argentino Cidades Del Futuro (ICF) e com a Sociedade Mercantil Estatal para a Gestão da Inovação e as Tecnologias Turísticas (Segittur), da Espanha, instituições pioneiras no segmento. 

Dentre as iniciativas estão o desenvolvimento de uma metodologia adaptada à realidade brasileira para a realidade de Destinos Turísticos Inteligentes; a realização de um diagnóstico situacional dos destinos que farão parte do projeto; a capacitação de gestores federais e locais; o acompanhamento da implementação das soluções relacionadas à eficiência na governança; a correta utilização de recursos públicos; o respeito às normas de acessibilidade e aos princípios de sustentabilidade; e a utilização da tecnologia a favor da valorização dos destinos e seus patrimônios, ao mesmo tempo que atenda às demandas dos turistas e visitantes.

Outras notícias

MUNDO

Miami dará vacina da Covid em aeroporto, e Nova York planeja oferecê-la em pontos turísticos

07 de Maio de 2021

POLÍTICA

Cris Correia propõe mudança em lei em prol de mulheres, crianças e idosos

07 de Maio de 2021

Vereadora quer ampliar notificação para fortalecer a proteção

CIDADE

Habilitados para tomar 2ª dose da vacina Oxford no domingo poderão se imunizar um dia antes

07 de Maio de 2021

FAMOSOS

Latino presta depoimento após acusações de intolerância religiosa

07 de Maio de 2021

POLÍCIA

Polícia apreende 100 kg de cocaína em Salvador

07 de Maio de 2021

Ver mais

Do amor à indecisão 09 de Março de 2018

Advogado de Lula pede que juiz reconsidere acesso a sistema da Odebrecht 05 de Setembro de 2019

STJ analisa liberdade de Temer na próxima terça-feira 09 de Maio de 2019

Latino presta depoimento após acusações de intolerância religiosa 07 de Maio de 2021

Fausto Silva acerta com a Band e assina contrato na semana que vem, diz colunista 30 de Abril de 2021